PL-TV: Zé Vitor debate

os desafios e oportunidades
da irrigação no campo


Brasília - A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados, promoveu audiência pública na última quinta-feira, 26, para discutir os desafios e oportunidades da irrigação no campo. O pedido para realização do debate foi do deputado Zé Vitor (PL-MG).

O liberal considera essencial debater o assunto frente ao desafio de garantir segurança alimentar num cenário de escassez de recursos e inconstância no regime de chuvas. “A agricultura irrigada pode contribuir imensamente para o enfrentamento do desafio de atender à crescente demanda por produção agropecuária, sem que haja necessariamente um acréscimo de novas áreas de cultivo”, destacou.

Foram convidados para a audiência pública, entre outros, o secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Fernando Silveira Camargo; a diretora-geral do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Marília Carvalho de Melo; e o presidente da Comissão Nacional de Irrigação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Eduardo Veras de Araújo e o ex-ministro da Agricultura, fundador da Embrapa e Presidente Executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) Alysson Paulinelli.

De acordo com Eduardo Veras, presidente da Comissão Nacional de Irrigação da CNA, “nós temos que romper as dificuldades e aproveitar as oportunidades. Temos um potencial enorme, em torno de sete milhões de hectares irrigados, e o aumento dessa área vai nos proporcionar produzir outras culturas e expandir, por exemplo, a fruticultura e novos pulses, atendendo o mercado internacional e, consequentemente, gerar renda e emprego para o Brasil.”

“O produtor não tem interesse de usar mais água porque há custos altos principalmente com energia elétrica. Então, nosso desafio é usar a irrigação para trazer segurança alimentar fazendo uso da mesma área de produção.”

De acordo com o pesquisador da Embrapa Cerrados, Lineu Neiva, para atender a demanda mundial por alimentos em 2050, será necessário aumentar a produção em 70% e para isso, a irrigação é fundamental.

“Atualmente temos 239 milhões de hectares de área agrícola no Brasil, com 97,2% de sequeiro e apenas 2,8% irrigados. Hoje os principais desafios para aumentar essa área irrigada não dependem apenas do agricultor. É necessário ter gestão dos recursos hídricos, além de regulamentar a Política Nacional de Irrigação e agilizar os mecanismos de outorga e de licenciamento ambiental. A irrigação é a melhor tecnologia para produção de alimentos.”

O coordenador-geral de Irrigação do Ministério da Agricultura, Mychel Ferraz, afirmou que o principal gargalo do setor são licenciamento ambiental e outorgas para construção, por exemplo, de barramentos nas propriedades. “O uso de barramentos têm impacto social e garante a segurança hídrica para os produtores, mas ainda temos alguns entraves que precisamos vencer para atender a grande demanda de alimentos no mundo.”

Para o presidente executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), e ex-ministro Alysson Paulinelli, é importante a participação do produtor rural no debate porque ele sabe como reter água na propriedade para poder produzir de forma sustentável. Ele destacou a urgente necessidade de novas tecnologias, liberação de recursos, novas e eficazes políticas para o desenvolvimento da irrigação no Brasil. “Precisamos acordar para a necessidade de que o mundo precisa do mercado brasileiro. Somos responsáveis pela segurança alimentar mundial. O mundo não vai esperar a passos de tartaruga que o nosso país assuma essa responsabilidade. É importante levarmos essa discussão para potencializarmos a nossa produção isso é fator determinante. Somos capazes e eficientes e os produtores sabem disso. Em 1970 defendia uma safra, hoje temos duas e sou entusiasta em dizer que vou presenciar a terceira. Isso nos coloca a frente de qualquer país. A agricultura brasileira é a potência mundial do futuro. É importante a participação do produtor rural em debates como este porque ele sabe como produzir de forma sustentável, disse Paulinelli.

“Há pontos na legislação que precisam ser revistos para trazer um pouco mais de tranquilidade para quem quer produzir e para aqueles que desejam preservar. É importante tratarmos desse assunto que é fundamental para a segurança alimentar e para a gestão dos recursos hídricos. É necessário avançarmos no debate e construir uma nova agricultura brasileira moderna, sustentável e produtiva,” afirmou o deputado liberal mineiro, autor do requerimento que propôs o debate.




Fonte: Assessoria de imprensa do deputado
 




Provérbios LIBERAR O CMOMÉRCIO DE ARMAS DE FOGO
Alvaro Valle

 
   
 
 
 
 
<
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados
Tel.: - (61) 32029922
SHS Quadra 06 Bloco "A" Conjunto "A" Sala 903
Centro Empresarial Brasil 21 Asa Sul - CEP: 70316-102 Brasília - DF
 
       
© - 2019 www.partidoliberal.org.br - Todos os direitos reservados

Site Desenvolvido pela LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing
Tel.: (61) 3202-9922
SHIN CA 09 Lt. 16 Sala 115 -  Edf. Greeen Hills
Lago Norte - CEP: 71503-509
TV-PR: Tiririca está entre os 10 melhores deputados segundo pesquisa
TV-PL: Líder Liberal rechaça tese do "toma lá dá ca" em entrevista 
Manual de Prestação de Contas do Tribunal Eleitoral
Nova Presidente do PL MUlher
Presidente do Partido Liberal, Tadeu Candelária (PL-SP)
Alvaro Valle
Veja aqui todos os nossos vídeos e nossas reportagens

Secretaria de Comunicação do Partido Liberal
Deputados Federais do Partido Liberal da 56ª Legislatura
Senadores do Partido Liberal VEJA NOSSO FACE
Veja nossos Vídeos no Youtube
  <area shape= Veja nossos Vídeos no Youtube Veja nossos Vídeos no Youtube veja as notícias no Twitter
veja as notícias no Instagram BAIXE O VÍDEO EM WMV
BAIXE O VÍDEO EM MOV
VEJA O VÍDEO NO YOUYUBE BAIXE O VÍDEO EM MP4
BAIXE O VÍDEO EM MOV BAIXE O VÍDEO EM FLV