Presidente do PR PR nos estados Manchetes Download Hino Nacional do Brasil
História do PR Fale com o PR Notícias Republicanas Manual de Aplicação da Marca PR
Prefeituras do PR Ficha de Filiação ao PR Fotos dos Deputados do PR Assessoria Jurídica
Vereadores do PR Fórum Republicano Fotos dos Senadores do PR Vinheta do PR
Estatuto do Partido da República Manifesto do Partido da República Código de Ética do Partido da República Programa do Partido da República
 

Notícias do Correio 22 - Partido da República

21/11/2018
 
 Senador Wellington Fagundes (PR-MT)
Senador Wellington Fagundes (PR-MT)
Brasília - O portal de notícias ”odocumento” repercutiu que o senador Wellington Fagundes (PR-MT) pediu, na última segunda-feira, 19, ao presidente Michel Temer atenção especial para com a liberação do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações, o FEX, compensação paga pela União aos estados e municípios exportadores de produtos primários e semielaborados.

De acordo com o portal, o pedido ao presidente foi feito durante o Encontro dos Municípios Brasileiros, mobilização que reuniu centenas de prefeitos e vereadores, na Confederação Nacional dos Municípios, em Brasília.

Na ocasião, Fagundes representou o presidente do Senado, Eunício Oliveira. Ele recebeu uma placa que homenageia todos os senadores que trabalham na defesa da pauta municipalista. Também foram agraciados com a honraria o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o presidente Michel Temer.

Ao se dirigir ao presidente Temer, o republicano lembrou que a liberação do FEX é fundamental para que as prefeituras e também o próprio Governo do Estado possa pagar salários e quitar dívidas. Alertou que caso não seja liberado dentro do prazo, “a situação ficará bastante complicada para todos”.

Ao todo, são R$ 1,950 bilhão, dos quais, Mato Grosso, como maior exportador, tem direito o 40% - o que equivale a aproximadamente R$ 400 milhões. “É o mínimo para compensar o esforço que fazemos para exportar”, destacou.
“O Brasil hoje coloca nas prefeituras apenas e tão somente 18,2 por cento do bolo tributário. Isto é: de tudo que se arrecada, bem menos que 20% fica onde está quem efetivamente paga os impostos, espalhados por 5.558 municípios. A título de conhecimento, a União fica com 50% do bolo tributário e os estados com pouco mais de 31%” , enfatizou.

Saiba mais

Relator na Comissão Especial Mista criada para propor mudanças na Lei Kandir, Fagundes aproveitou também a presença do presidente da Câmara dos Deputados para pedir que analise a possibilidade de colocar em votação o projeto de lei 511/2018. Segundo o senador, trata-se de um projeto de interesse de estados e municípios, cuja aprovação enseja o cumprimento de uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Nos sentimos constrangidos com a palavra omissão. "Eu espero que o Congresso Nacional possa cumprir o seu papel com o Movimento Municipalista”, frisou.

A atual Lei Kandir, criada para estimular as exportações, apresenta atualmente falta de rigor e de seriedade na compensação da isenção fiscal do ICMS devida aos Estados e aos municípios exportadores. Fazem 22 anos que há reclamações a respeito do ressarcimento, devido pela União. E são reclamações justas!”, lembra o senador.

O projeto aprovado pela Comissão Especial Mista do Congresso Nacional teve como base o trabalho desenvolvido pela Associação Matogrossense dos Municípios (AMM), que apurou consideráveis perdas aos estados e municípios produtores de commodities agrícolas. Ao agradecer a homenagem da CNM, Wellington fez questão de estender a honraria ao esforço empreendido pelo presidente da AMM, Neurilan Fraga.

ANÚNCIOS IMPORTANTES

O encontro do movimento com o chefe do Executivo Federal neste primeiro dia de Mobilização terminou com anúncios importantes - e cujas ações terão efeitos positivos na administração local ainda neste ano e nos próximos. Depois das homenagens, o evento teve declarações que confirmaram as expectativas dos gestores que estiveram na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Além do novo edital para o Programa Mais Médicos (PMM), será publicado decreto regulamentando o comitê de revisão da dívida previdenciária municipal para o tão esperado Encontro de Contas de débitos e créditos dos Municípios e da União. A normativa que vai regulamentar o art. 11 da Lei 13.485/2017, referente ao Encontro, aguardava deliberação da Presidência e era um dos dez pleitos apresentados ao Executivo na XXI Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios. O Encontro de Contas representa uma luta de mais de 15 anos do movimento e vai permitir aos Municípios conhecerem os reais débitos e créditos junto à União.







Fonte: http://odocumento.com.br/noticiaspolitica/wellington-apela-a-temer-o-pagamento-do-fex-presidente-disse-que-lsquo-vai-pensar-apos-,36345


© - 2007 www.partidodarepublica.org.br - Todos os direitos reservados

SEDE NACIONAL DO PARTIDO DA REPÚBLICA

ENDEREÇO:

SHS quadra 6 Bloco A sala 903 - Brasil XXI . CEP: 70.316-102 - Asa Sul . Brasília-DF




Tel.: - (61) 32029922



Mais uma realização do Instituto Alvaro Valle Tel.: - (61) 32029922


LEAD         TVNEWSWEB

Site Desenvolvido pela LEAD - Produções Artísticas Comunicação & Marketing

SHIN CA 09 LT 16 SALA 115 - ED. GREEN HILLS - LAGO NORTE CEP: 71503-509

http://www.leadbrasilia.com.br/

http://www.tvnewsweb.com.br/